Você se lembra das suas brincadeiras na infância?

Provavelmente você já foi astronauta, herói, dentista, fez comidinhas maravilhosas, viajou o mundo, enfrentou perigos e deu muita, mas muita, risada!

Hoje, essas brincadeiras são incríveis memórias carregadas de lembranças da sua família, dos amigos, dos locais onde brincava, e despertam sentimentos maravilhosos.

Mais do que boas lembranças, a brincadeiras na infância são um ato extremamente valioso para o desenvolvimento infantil.

Ao brincar, a criança está descobrindo a si mesma e ao mundo ao seu redor. Crianças são “pequenos cientistas”, que aprendem experienciando e explorando o corpo, texturas, sons, lugares, cheiros, cores, pessoas. Ao experimentar, elas analisam, elaboram intuitivamente estatísticas, fazem outras experimentações, avaliam, testam hipóteses e assim vão descobrindo o mundo. Cada uma do seu jeito.

Elas aprendem brincando, dançando, cantando e atuando. No ato de brincar, elas estão criando, fantasiando, e a cada interação com objetos, adultos e outras crianças, um novo universo, cheio de aprendizado e possibilidades, se abre para cada uma delas.

 

__________________________________________________________________________________

Conteúdos Relevantes

__________________________________________________________________________________

Muitas brincadeiras na infância estimulam a imaginação, e desse imaginar nasce a capacidade de criar o novo. É através do lúdico que as habilidades que possibilitam o aprendizado são desenvolvidas; os pequenos entram em contato com experiências agradáveis e desagradáveis, resolvem conflitos, compreendem regras sociais, constroem seus valores, além de ser um excelente meio de desenvolvimento e refinamento da comunicação, de construção e fortalecimento de vínculos afetivos.

Através da brincadeira, a criança pode expressar o que muitas vezes ela tem dificuldade de verbalizar, sobre sentimentos, conhecimentos e dificuldades. Ao observar uma criança brincando, é possível entender muito do seu comportamento.

 

Mas Fofuuu você está dizendo que eu preciso comprar mais brinquedos para as crianças?

Não é bem assim. O ato de brincar não deve estar relacionado à aquisição de novos brinquedos.

Começamos a brincar ainda bebês, quando estamos descobrindo e explorando o próprio corpo. Quando começamos a desenvolver novos estímulos, essa brincadeira vai evoluindo para a repetição de comportamentos simples, jogos de construção, “faz de conta”, até que começamos a responder a jogos mais formais, estruturados e com regras.

Objetos simples, que fazem parte do dia-a-dia da família, quando usados de forma lúdica, podem proporcionar para as crianças a possibilidade de seu desenvolvimento e estimulação da criatividade. Além disso, o contato com a natureza, ou  atividades como pintar, desenhar, inventar histórias, correr, saltar, além de entreter as crianças, estimulam a mente e o corpo.

Conheça aqui 68 brincadeiras que podem ser feitas com objetos que você já tem em casa

Conforme a criança cresce, as brincadeiras mudam, e essas mudanças refletem o desenvolvimento social, emocional e cognitivo.

Precisamos dar às nossas crianças tempo livre de brincar e se descobrir. Por que é no brincar que elas são elas mesmas.

 

Referencias:

https://www.primeirainfanciaempauta.org.br/a-crianca-e-a-aprendizagem-a-importancia-do-brincar.html

Lyra, Glaciene Januário Hottis. A importância de se trabalhar com a ludicidade na educação infantil

Birchal, Paula de Souza . Exploração lúdica e afetividade em crianças de creche.

7 Replies to “As brincadeiras na infância: Porque brincar é tão importante?”

  1. Parabéns pelo blog, ótimas matérias….
    Gostaria de deixar uma dica sobre os Tatames da Eva Brasil. Gente são maravilhosos, auxiliando na proteção dos primeiros passos dos nossos pequenos. Tatames educativos, super coloridos e muito mais…
    Super indico, recomendo!!!
    Quem quiser conhecer mais entra no site:
    https://evabrasil.com.br/
    Um ótimo dia a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *