Orientar as crianças a serem pessoas inclusivas e compassiva pode ser uma tarefa difícil para os pais. Descubra algumas estratégias sobre como ensinar as crianças sobre inclusão e diversidade.

 

Se pensarmos na humanidade como uma grande família, então ser inclusivo significa que todos temos um lugar à mesa. Ninguém é deixado de lado. Todos têm algo a oferecer. Como adultos, transmitimos nossos valores às crianças todos os dias por meio do que dizemos e fazemos, e ensinar essas crianças sobre diversidade e inclusão é uma tarefa imprescindível.

Acontece que essas conversas não são tão assustadoras quanto pensamos. As crianças são curiosas e tem a mente aberta. Eles não se sentem desconfortáveis ​​com as diferenças e você não precisa ter as palavras perfeitas.

Essas estratégias simples irão ajudá-lo a educar as crianças para que se aceitem e celebrem a si mesmas e aos outros.

__________________________________________________________________________________

Conteúdos Relacionados

__________________________________________________________________________________

Modelo de Comportamento Inclusivo

As crianças aprendem melhor observando os comportamentos ao seu redor. Elas estão sempre assistindo, ouvindo e aprendendo. Nem sempre é fácil, mas é importante ser o tipo de pessoa que você espera que seu filho se torne.

Examine suas crenças e comportamentos pessoais e certifique-se de que está promovendo os mesmos valores que gostaria que seu filho tivesse.

Comemore as diferenças, use uma linguagem respeitosa ao falar sobre pessoas de todas as origens e evite reforçar os estereótipos. Se você tratar todas as pessoas com gentileza e respeito, seu filho também o fará.

 

Construir Autoestima e Empatia

Para educar as crianças sobre inclusão e diversidade, trabalhe para aumentar a autoestima e a empatia delas. Crianças com alta autoestima têm maior probabilidade de aceitar os outros. Em vez de seguir a multidão, eles defenderão o que acreditam ser certo.

Dê a seus filhos oportunidades de se sentirem capazes e competentes. Mostre por meio de palavras e ações que eles são amados e valorizados.

 

Esteja Preparado Para Responder as Perguntas

As crianças são naturalmente curiosas e querem aprender sobre o mundo ao seu redor. É comum que as crianças façam perguntas quando encontram alguém diferente.

Ainda assim, discutir diferenças pode ser desafiador. Experimente estes passos

  1. Fale abertamente sobre isso. Não evite as perguntas. Isso indica que não é certo falar sobre diversidade, o que pode sugerir que há algo desagradável ou ruim em ser diferente.
  2. Pergunte por que eles gostariam de saber ou o que os fez pensar sobre a questão.
  3. Forneça uma resposta honesta e apropriada à idade.
  4. Se você não sabe a resposta, não tenha medo de assumir. Você pode dizer: “Preciso pensar sobre sua pergunta e dar a resposta mais tarde”. Depois de reunir as informações de que precisa, volte para seu filho e diga: “Vamos conversar sobre isso”.

 

Prepare-se Para Vários Cenários

Às vezes, a pergunta do seu filho pode ser sobre algo que eles consideram “estranho”. Enfatize para seu filho que não existe “normal” e “estranho” ou “nós” e “eles”.

Se seu filho usar termos ou linguagem inadequados que não sejam socialmente aceitáveis ​​ao fazer essas perguntas, corrija-os com cuidado e forneça uma alternativa melhor.

Evite julgamentos ou repreensões. Seu filho quer aprender e está simplesmente sendo curioso, não vindo de um lugar de preconceito ou crueldade.

 

Exponha as Crianças a Diversas Experiências e Pessoas

A exposição a experiências e pessoas diversas normaliza as diferenças para as crianças. Aumenta a compreensão e remove a confusão ou o medo que muitas vezes leva ao preconceito.

Muitas vezes vivemos em bairros ou pertencemos a círculos sociais de pessoas que se parecem conosco, acreditam em coisas semelhantes, tem empregos e rendas semelhantes, etc. É importante ultrapassar ativamente a sua zona de conforto para que as crianças entendam que não existe um “caminho certo” ou “maneira normal” de ser.

Por meio da exposição e da educação, você pode ensinar as crianças a celebrarem a diversidade que enriquece nosso mundo.

 

Enfatize Semelhanças

Ao ensinar as crianças sobre as diferenças, também é importante enfatizar as semelhanças. Explique que embora as pessoas sejam diferentes, todos nós compartilhamos a experiência de seres humanos.

Todos nós queremos nos conectar com outras pessoas e ser amados, todos temos esperanças e sonhos, todos experimentamos erros e triunfos e todos sentimos as mesmas emoções. Como diz o pesquisador e contador de histórias Brené Brown: “Somos todos feitos de força e luta”.

Além disso, não são nossas origens, aparência ou renda que nos definem. A maneira como tratamos os outros e as escolhas que fazemos são muito mais importantes.

 

Se você não tem certeza de como iniciar conversas sobre diversidade ou responder às perguntas curiosas de seus filhos, essas dicas são um excelente ponto de partida.

Depois de iniciar a conversa, você descobrirá que as crianças estão muito abertas para aceitar e celebrar as diferenças. Tudo que você precisa fazer é plantar a semente.

 

Dúvidas, sugestões ou quer dar mais dicas?

Compartilhe com a gente nos comentários.

 

 

Traduzido e editado.

Fonte: https://biglifejournal.com/blogs/blog/raising-inclusive-kids

Direitos de imagem: Social photo created by freepik

One Reply to “Como Educar as Crianças Sobre Inclusão e Diversidade?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *