Desatenção, hiperatividade e impulsividade? Conheça mais sobre o TDAH

2018-12-05T20:57:30+00:005 de dezembro - 2018|Sem categoria|

Seu pequeno tem apresentado sinais de teimosia, desatenção, esquecimento, alteração de humor e irritabilidade? Conheça o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade  (TDAH), um transtorno que afeta crianças e adultos.

Não é raro ouvirmos que o filho da vizinha é teimoso e agitado, ou que o coleguinha da turma da escola é esquecido, não pára quieto e não presta atenção na professora. Observar os pequenos no dia a dia e conversar com a escola são importantes sinais para saber se é uma dificuldade no comportamento ou se trata-se de uma criança com  Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH).

O que é TDAH?

O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH)  é um transtorno neurocomportamental, ou seja, apresenta componentes de origem genética, que aumentam o risco para o transtorno e componentes ambientais relacionados ao estilo de vida, que influenciarão na manifestação dos sintomas e sua intensidade, maior ou menor. A criança com TDAH tem um padrão persistente de desatenção, hiperatividade  e impulsividade que interferem em seu desenvolvimento típico.

As pessoas com TDAH possuem alterações nas conexões cerebrais e na região frontal do cérebro, responsável pelo controle do comportamento, atenção,  memória, organização e planejamento. Por isso, o impacto acaba sendo mais sentido em casa, na escola e nos relacionamentos pessoais.

O TDAH é comum?

As pesquisas demonstram que o TDAH é mais comum do que se pode imaginar. Ele ocorre em 3 a 5% das crianças, em diferentes partes do mundo. No Brasil, 13%  das crianças apresentam TDAH. Os meninos são mais afetados do que as meninas. Porém, como as meninas apresentam mais sintomas de desatenção, esta condição tende a ser menos diagnosticada.   

Sintomas

Não ter interesse em fazer tarefas que não trazem prazer é algo comum para todos. Entretanto, quem tem TDAH apresenta muita dificuldade  em manter a atenção em inúmeras tarefas.

As crianças com TDAH podem apresentar os seguintes sinais:

  • Atrasos leves no desenvolvimento da linguagem 
  • Atraso do desenvolvimento motor
  • Queixas frequentes de desatenção, dificuldade de memória ou desorganização.
  • Tendência a passar de uma atividade a outra sem acabar a anterior
  • Distrai-se facilmente por estímulos externos (do ambiente) e internos (vivem “no mundo da lua”)
  • Dificuldade para manter atenção em atividades muito longas, repetitivas ou de pouco interesse.

As queixas mais frequentes relatadas pelos pais são:

  • Baixa tolerância à frustração;
  • Irritabilidade
  • Teimosia
  • Impulsividade
  • Esquecimento/falta de atenção
  • Frequente alteração de humor

A fase escolar é um desafio às crianças com TDAH. Eles apresentam baixo desempenho, sendo comumente observado erros por distração, por exemplo erros de acentuação e sinais matemáticos; não terminam de ler a pergunta até o final e já respondem e, frequentemente, esquecem de passar os recados ou mesmo o material escolar.

Na vida adulta os indivíduos com TDAH costumam ter dificuldade de organizar e planejar suas atividades diárias, dificuldade em determinar prioridades nas tarefas e executá-las do início ao fim. Esses sintomas podem comprometer a sua atividade profissional.

Tipos de TDAH

O TDAH é subdividido em grupos a partir da combinação de dois tipos de sintomas (desatenção e hiperatividade/impulsividade). Os grupos são:

  • Desatento – ocorre em cerca de 20% a 30% dos casos
  • Hiperativo/Impulsivo – ocorre em menos de 15% dos casos
  • Combinado (Desatento + Hiperativo/Impulsivo) – ocorre em cerca de 50% a 75% dos casos

TDAH tem cura?

A Ciência ainda não encontrou uma cura para o TDAH, mas há tratamento! A informação é extremamente importante para o entendimento e os cuidados com indivíduos com TDAH.

A Associação Brasileira do Déficit de Atenção (ABDA) (https://tdah.org.br) é uma associação sem fins lucrativos que tem como objetivo disseminar informações corretas  sobre o TDAH. Vale a pena conferir! 🙂

Tratamento

O tratamento multidisciplinar da pessoa com TDAH engloba uma equipe composta por neurologista, psicólogos, psicopedagogos e fonoaudiólogos, também conta com a participação dos familiares e da escola. Sendo assim, uma série de tratamentos podem ser considerados, como o tratamento medicamentoso, psicoterapia, psicopedagogia e fonoterapia, e são capazes de minimizar os efeitos do TDAH.

O diagnóstico permite um tratamento direcionado às dificuldades da criança, dando à ela condições para a atenção necessária ao aprendizado e à uma vida rodeada de amigos e, principalmente, feliz!

Referência:

RODRIGUES, MM; VILANOVA, LCP. Transtorno do Neurodesenvolvimento. TRATADO DE NEUROLOGIA INFANTIL. Ed Atheneu, São Paulo, Rio de janeiro, Belo Horizonte, p. 371-416, 2017.

Associação Brasileira do Déficit de Atenção. (ABDA) – https://tdah.org.br

Sobre o Autor:

Danira Tavares
Mestre em Ciências da Reabilitação pela Faculdade de Medicina da USP (2015). Formada em Fonoaudiologia pela Faculdade de Medicina da USP (2011) Possui experiência com atendimento clínico há 6 anos. Atua no Consultório FonARC - Fonoaudiologia.

Deixar Um Comentário