Rouquidão é sinal de problema na voz.

Se a criança sempre teve uma voz rouca, é importante realizar avaliação médica para verificar a saúde das pregas vocais (popularmente conhecidas como cordas vocais, são as responsáveis pela produção da voz). Se a criança fica rouca com frequência é preciso entender o que está acontecendo: se é decorrente de hábitos vocais inadequados, como gritar ou pigarrear; ou de problemas de saúde, como alergias respiratórias.

Qual é o sinal de alerta?

Rouquidão frequente (melhora e depois volta) ou persistente (está rouco há mais de 15 dias e não melhora), Se a alteração vocal acontece com grande frequência (melhora e depois volta) ou é persistente (por mais de 15 dias), a avaliação com medico otorrinolaringologista é importante para saber o motivo da rouquidão.

Como é o tratamento?

O tratamento vai depender da causa da rouquidão e é definida pela equipe de diagnóstico composta por otorrinolaringologista e fonoaudióogo. Pode ser medicamentoso ou, quando indicada a fonoterapia, realizado por meio de exercícios para a musculatura de boca, laringe e respiratória.

Prevenção é o melhor remédio?

Evitar abuso ou mal uso da voz é o melhor a ser feito quando o assunto é voz.

Algumas dicas simples para ser lembrada por toda a família:

– Evitar contato com cheiros fortes, fumaça e outros produtos que causem alergia respiratória;

– Evite o hábito de pigarrear, gritar ou fazer esforço ao falar;

– Beber água regularmente. Hidratar o corpo faz com que as pregas vocais não tenham atrito ao se tocarem;

– Não utilizar receitas caseiras sem indicação médica, que podem agravar a causa da rouquidão.

 

Referência: FONOAUDIOLOGIA, Sociedade Brasileira de. Respostas para perguntas frequentes na área de linguagem. São Paulo, out 2012. Disponível em: http://www.sbfa.org.br/portal2017/themes/2017/faqs/faq_disfonia.pdf. Acesso em: 17 out. 2017.