O que fazer quando a criança começa gaguejar?

2018-03-07T20:55:01+00:009 de janeiro - 2018|Desenvolvimento Infantil|

Entre 2 e 4 anos, período importante do desenvolvimento da linguagem, é comum as crianças apresentarem disfluências da fala, que desaparecem em 3 a 4 meses. Quando a gagueira persiste é importante que o fonoaudiólogo experiente avalie o caso e oriente a família.

Reunimos aqui oito dicas que ajudarão neste processo!

  1. Não espere

Aprender a falar é muito complicado. Não pense que sua criança ainda é pequena, que isso vai passar… Gagueira que durar mais de três meses precisa ser avaliada pelo fonoaudiólogo especialista e, se for o caso, tratada.

 

  1. Dê modelo ao invés de mandar fazer

Se quiser que a criança fale mais devagar, por exemplo, então fale você mais devagar com ela. Isto vai lhe permitir entender o que lhe é solicitado. Seja um bom modelo de fala para a criança.

 

  1. Tenha tolerância

Promova experiências agradáveis de fala, auxilie a criança a expressar seus sentimentos.

 

  1. Use a comunicação não-verbal

Expressar apoio, usar padrão vocal afetuoso, ter proximidade, demonstrar afeto e compreensão. Tocar a criança, acolhê-la.

 

  1. Diminua a pressão do tempo na comunicação

Fale mais devagar com a criança, dê tempo, não interrompa. Fale com a criança na mesma altura dela, abaixando-se ou trazendo-a para a altura de seus olhos. Assim ela não precisará ficar olhando para cima, tensionando o pescoço.

 

  1. Aceite a criança que gagueja

Tente reduzir os medos e as frustrações com a fala gaguejada para mostrar à criança como lidar com estes sentimentos. Se ela conseguir pensar “Gaguejo sim, e daí?”, os caminhos ficarão mais fáceis.

 

  1. Fale com seus familiares

É importante que a família tenha conhecimento sobre a gagueira, como é importante respeitar a criança que não quer ser centro de atenções.

 

  1. Converse com os professores

A necessidade de que a escola e os professores estejam orientados para manejos em sala de aula e em momentos de tensão, como a hora da novidade ou da leitura.

Referência:

BOHNEN, Anelise Junqueira. Orientações à família da criança que gagueja. Disponível em: < http://www.abragagueira.org.br/gagueirainfantil_forum.asp?id=3>. Acesso em: 4 de janeiro de 2018

 

Sobre o Autor:

Fonoaudióloga da Equipe FofuuuMestre em Ciências da Reabilitação (USP) Especialista em Motricidade Orofacial

Deixar Um Comentário